Apenas Lembranças…

Hoje eu acordei assim…
Com essas lembranças
Lembranças da minha Infância
Da minha adolescência
Do sonho de esperança
Que sempre habitou em mim

Lembro-me…
Lembro-me de ter ouvido
Que nasci debaixo de uma árvore
Engraçado…
Mais também se não foi
Deve ter sido no chão da nossa sala
Na nossa cama
A beira de um riacho
Ou ao pé de um rochedo 

Lembro-me…
Lembro-me da minha mochila
E do meu banquinho
Era uma lata de leite nido
Engraçado…
Pois é, eu andava
Com aquela lata
De cima a baixa
Estava eu na primeira classe

Aquela lata amarela
Servia de mochila e banco
Dentro dela eu transportava
Meus cadernos e lápis
Quando chegava à escola
Sentava-me nela,
Não havia carteiras para todos
Também não me importava
Confesso…
Eu amava aquela lata amarela

Lembro-me…
Lembro que comíamos
Carne ou peixe
Deixa ver…
Uma, duas vezes ao mês?
Eu não sei
Aquilo que sei…
É que quando isso acontecia
Eu saia à rua
Com um naco de carne
Ou com uma pinha
Ou com um osso
Para mostrar às minhas amigas
Que havia comido carne ou peixe
Engraçado…
É que nós só comíamos
Verduras, feijão e galinha

Lembro-me….
Lembro-me que quando
Era dia de galinha?
Acordávamos cedo
Para capturar a galinha
Tinha de ser a mais grande
A mais crescida
Engraçado…
Corríamos atrás da galinha
Até a capturar
Depois de morta
Tínhamos de a depenar

Lembro-me…
Lembro-me das estórias
Que a minha avó contava
Que a minha mãe contava
E da fogueira…
Era a volta da fogueira
Na nossa sala
Com banana, bombó e ginguba
E chá…
Engraçado…
E nunca fiquei empatorrada
Não sei porque…

Essas estórias ainda vivem comigo
Ainda as conto
Mais esqueci-me das canções
Será que um dia voltarão à minha mente?
Não sei…
Aquilo que sei
É que eram lindas
E elas as entoavam muito bem

Parecia um coral
Uma melodia suave
Penetrante e deliciosa
E eu dormia nos braços
Da minha avó
Ou era da minha mãe?
Não sei…
Bem aquilo que sei
É que era bem gostoso

Já me ouvi dizer
Que não conheço o Uíge
Mas se ele vive dentro de mim
Dentro das minhas lembranças?
É possível?

Domingas Monte

One comment on “Apenas Lembranças…

  1. minany
    3 de Abril de 2013 at 21:58 #

    precisamos de exprimirmos as nossas narrativas tradicionais e mostrarmos ao mundo o seu poder estetico…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: