A mulher e o caçador

Conto em Kimbundu.

O grupo etnolinguístico ambundu vive numa grande extensão do território nacional, que se estende entre o mar do rio kwango ultrapassando o curso deste para o leste. O mesmo seguiu para sul abrangendo o baixo e médio kwanza. Mil e quinhentas (1500.000) pessoas são locutoras do kimbundu.

Variantes do povo ambundu são: Songo, Bangala, Minungu, Xinji, Holo, Kari e Kibala. A língua kimbundu domina as províncias do Bengo, Kwanza Norte, norte da província do Kwanza sul, Malange e Luanda. As línguas vizinhas do kimbundu são: a norte o kikongo, a este o Cokwe e a sul o umbundu.

Kimbundu Kwakexi um dyembu dyexana Mutumbwa, dinyanga kwiva – a – kumu kizuwa kiki wajiha yonene yu wazwela kwa mundo os: – Kindandalami kitadi mba kima kyoso phala kutambula xitu, kale ukinengo. Ahetu ene oso akinyi ya ambata xitu kumabhata ma. Mba muhatu amwixana kabwaxi.kyakinyi. mbanza kyeza wamwibudisa. Kikuma kyabhi akwenu oso eza ni xitu kumabhata ma eye nata? Muhatu wataye: – Akwetu akinyi, mba eme nata. Diyala wixi ngandala kudya xitu. Kale wakina ni wisanayu kabwaxi way ku inzu ya dinyanga yu wakwxine kukina. Xitu yene oso yathu. Kwaxala kyango ifubha. Dinyanga yu wakexile kukwimba: – Akwenu akinina xitu eye ukinina ifubha. Tambolosa, tamwazaku. Tambolosa, tamwazaku. TraduçãoA mulher e o caçador Havia numa sanzala chamada Mutumbwa, um caçador Chado Kwiva- a – Kumu. Certo dia matou um animal muito grande e disse ao pessoal da sua sanzala: – Não quero dinheiro ou qualquer objeto em troca para obterem carne, basta dançarem e logo terão a vossa metade de carne.  As mulheres começaram a dançar e cada uma levava a sua carne para a casa. Porém havia uma Kabwaxi, que não queria dançar. Quando o marido chegou a casa perguntou a mulher: – Porque que não conseguiste carne? Se todas as outras conseguiram. A mulher respondeu: – As outras tiveram de dançar, mas eu não queria. O marido ordenou a mulher para que fosse também dançar, porque estava com vontade de comer carne. Kabwaxi foi a casa do caçador e começou a dançar. Como a carne já tinha acabado, então restaram apenas ossos, e o caçador cantava: – Enquanto os outros dançaram e levaram carne, você dança para levar ossos? Por fim, a mulher levou para casa os ossos que tinham restaram. Informante: KAJINGA – 1995, UMA RECOLHA E TRADUÇÃO FEITA POR MIGUEL LUBWATU, NA PROVÍNCIA DE MALANJE, MUNICÍPIO DE KALANDULA, BAIRRO BWAKA. Por Minany Pena

2 comments on “A mulher e o caçador

  1. lista de email
    12 de Junho de 2013 at 19:44 #

    i found your blog when i was looking for a different sort of information but i was very happy and glad to read through your blog. the information available here is great. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    • Domingas Monte
      17 de Junho de 2013 at 17:29 #

      Thank you for your visit, it’s nice to know that you liked our work, check back often.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: