O ESCORPIÃO E A RÃ

Um dia, a floresta pegou fogo. E o fogo não tinha medo da cauda de um escorpião. E para os animais da floresta só havia um caminho para fugir da morte: era atravessando o rio, para o outro lado.

Todos os bichos que sabiam nadar pulavam para água, levando os seus amigos nas costas. Mas o escorpião não tinha amigos e nem sabia nadar. E não havia alguém que se arriscasse a oferecer-lhe ajuda.

O escorpião, então cheio de coragem olhando para o fogo que se aproximava, foi se humilhar junto da rã que se preparava para a travessia.

– Por favor me leve nas suas costas, disse ele. A rã respondeu. – Eu não sou louca, sei muito bem o que você faz a todos os que se aproximam de ti.

Mas veja argumentou o escorpião:

– Eu não posso picá-la com a minha cauda. Se o fizer, você morrerá, e afundaremos juntos, pois não sei nadar.

A rã pensou que o escorpião estivesse a dizer verdade. Então ela aceitou atender o pedido do escorpião. Mas como o escorpião tinha o hábito de picar, depois de se ver quase à outra margem do rio, esqueceu-se da promessa que fez à rã, fortaleceu a sua cauda picou-lhe, e juntos morreram.

Equipa Mwelo Weto: Recolha dos Textos da Literatura Oral Angolana.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: