Etiqueta: Agostinho Neto

A POLÍTICA DE NETO: Afirmação da construção de um Estado (Análise Literária do Discurso da Proclamação da República Popular de Angola – 11/11/1975)

Por: Isaac Jorge, Joaquim Caundo e Rosa Camolaquenda[1] INTRODUÇÃO A certos homens é-lhes incumbido não só o direito, como o dever passivo de velarem pelo bem comum, intrínseco a cada um de nós, desempenhando diversas funções para alcançarem tal fim. Como estipulou Maquiavel, “Tempos de guerra necessitam medidas extremas”, e estes momentos também requerem inevitavelmente

Ler Mais

A POÉTICA DE NETO: EM BUSCA DE UMA IDENTIDADE CULTURAL ANGOLANA

Por: Domingas Monte INTRODUÇÃO O contexto da criação poética de Agostinho Neto é de alienação identitária, cultural, económica e política, ou seja, o da colonização, imposta pelo expansionista português, daí a necessidade de um despertar para reivindicar os direitos autóctones e libertar, num primeiro plano as mentes alienadas e escravizadas; e num segundo plano lutar

Ler Mais

ADEUS À HORA DA LARGADA

Minha mãe (todas as mãe negras cujos filhos partiram) tu me ensinaste a esperar como esperaste nas horas difíceis