Etiqueta: Literatura tradicional angolana

Diyala Ni Muhatu: O Homem e a Mulher

Kwakexile diyala watungile ni muhatu we, kyoso kyavala mona mwene umujibha. Uhangele yu wakexile okubanga ithanga yoso. Kizuwa kimoxi muhatu wakexile kuxinganeka okwila ngendu fa se kuxisa mona. Wate ophangu yohaka ootwana twakexile kuvala moxi dya muxi. Dyala kyoso kyamwihula kwehi kuwatula otwana, mwene wakexile kutambwisa:             – Ngavala kambinda.

Dihulu – O Coelho

Dihulu wakexile dinyaka dyonene, fuma ye kiyayi kumabata atungi ni asomi, waxisa tata je yu wayi kutunga ni makamba e mukonda ofuma ni kitadi kyamukatula oyibanzu. Watungu ni makamba mwizwa yavulu. Kithangana kikyabiti wazwela kiki:

Muthu ni Dikixi – O Homem e o Monstro

Muthu ni Dikixi (Conto em Kimbundu)             Diyala dimoxi dyazwela kwamuhatu we okwila: – Twende kumakowe ami kulondekesa otwana twetu. Diyala wayi ni muhatu we ni twana. Kyatula mudyembu, kwakexile kya kuvunda. Mukisulukutu kweza dikixi dimoxi didyazwela kudyala: – Kota, ame na ngoya kukibuta kumoya.

QUEM MATOU O BOI?

Um homem que possuía uma grande manada de bois acusou um vizinho de lhe ter morto um animal. – Estou inocente, eu não matei nenhum boi. O teu animal morreu durante uma luta com outro boi – retorquiu o vizinho. O homem não ficou satisfeito com a resposta e levou o caso ao tribunal. Quando

Ler Mais

ENTREVISTA AO DOUTOR PETELO NGINAMAU FIDEL NE-TAVA

É preciso que haja raízes, e raízes firmes. O conhecimento desses elementos, a vivência com base em algumas raízes, faz com que o cidadão se torne forte e firme, apesar das mudanças ocasionadas pela globalização. Vai haver essa abertura, porque com o tempo a mudança é praticamente inevitável, mas não deve haver mudança só por

Ler Mais

Provérbios em Cokwe

Kawa ka muta yombo kwe ku Yumbo meza kafwa. Tradução: O cão que caça javali pelo javali será morto. Moral: tudo o que fazemos teremos salário. Hwuma lya mukulwana lya kutola vula. Tradução: A testa do mais velho impede a chuva. Moral: ao ir resolver um problema devem ir com um ancião. Waswama kexi Tradução:

Ler Mais

O AZAR DO SOBA BARATA

A barata é um insecto que levava uma vida tranquila e sadia, de formas que nunca conheceu o que era problema ou sofrimento no seu dia a dia, e quando ouvisse que os outros animais passavam por situações difíceis como fome, doença ou morte fazia zombarias deles. Certo dia, o soba barata foi ao encontro

Ler Mais

Os Bakongo e os ritos festivos

Não podemos estudar os ritos festivos sem antes nomeá-los, na medida do possível. Por isso, são ritos considerados festivos os seguintes: o nascimento o casamento, a circuncisão (masculina e feminina) e a colheita em algumas sociedades. Por cada um destes ritos, as canções a entoar diferem de um para o outro. Quando nasce alguém na

Ler Mais

A temática das canções funerárias na cultura kongo

As canções de ritos funerários geralmente abordam várias temáticas, onde a tristeza é o pano de fundo, havendo ocasiões de alegria em alguns casos. No entanto, para os bakongo, elas tomam um valor significativo por serem normalmente invocativas. Para os bakongo, os ritos funerários estão divididos em duas partes fundamentais segundo o defunto. Se for

Ler Mais

A temática das canções festivas na cultura kongo

As canções bakongo de festa, assentam a sua abordagem na recreação por carregarem sentidos vários, pese embora serem mais cómicas, satiricas, dramáticas e heroicas, onde as ações heroicas são cantadas em saudação ao seu autor, por ter saído vitorioso de uma situação, que se afigurava muito difícil. Por outro lado, as brincadeiras, as brigas, os

Ler Mais